Como se inscrever no Enem: tudo o que você precisa saber antes de fazer a inscrição para a prova 

O Exame Nacional do Ensino Médio, conhecido como o Enem, é uma prova feita anualmente, que para estudantes que desejam entrar em uma universidade pública do país, tentar uma bolsa de estudos integral ou parcial em uma instituição de Ensino Superior privada (Prouni) ou conseguiu um financiamento estudantil, o Fies. Ele também auxilia a calcular indicadores da qualidade de educação no Brasil. Mas antes de pesquisar como se inscrever no Enem, os interessados em realizar o exame devem estar atentos a diversos detalhes. 

Uma das questões mais importantes é pandemia de covid 19, que mudou (e muito!) a forma de como se inscrever no Enem, realização das provas, datas e perspectivas para os próximos anos de como o Exame Nacional do Ensino Médio deve ser conduzido. Aqui está um guia de tudo o que você precisa saber antes de ate mesmo pensar em como se inscrever no Enem! 

Antes de mais nada, como funciona o Enem?

Como se inscrever no Enem: tudo o que você precisa saber antes de fazer a inscrição para a prova 

O exame conta com quatro provas, cada uma delas com 45 questões objetivas. 

Elas são sobre: Linguagens, códigos e suas tecnologias; Ciências Humanas e suas tecnologias; Ciências da Natureza e suas tecnologias e; Matemática e suas Tecnologias. 

Além das provas objetivas, o inscrito deve fazer uma redação de até 30 linhas: um texto dissertativa argumentativo sobre uma situação problema, proposta pelo Enem. Não zerar a redação é de extrema importância para conseguir bons resultados no exame.

Novidades previstas para o Enem 2020

Esse modelo de prova descrito acima está previsto para 2020, mas com algumas alterações. Mesmo sendo referente ao ano de 2020, a prova será aplicada só em janeiro e fevereiro de 2020, em decorrência da pandemia de covid 19. A troca de datas foi feita para evitar ao máximo aglomerações de inscritos durante a realização dos exames. 

Na edição do Enem 2020, 100 mil participantes interessados também puderam optar por fazer o Enem Digital, pela primeira vez. Se os resultados da aplicação do exame forem considerados bem sucedidos, é provável que cada vez mais essa modalidade seja expandida no país. 

Outras novidades para o Enem 2020 são: 

inscritos cegos e/ou surdos podem solicitar leitor de tela para a realização da prova; lactantes, que levarem o filho e um acompanhante, ganharão uma hora a mais de prova; autistas e surdocegos terão uma banca especial para a correção do exame; redações que forem escritas em braille serão corrigidas em braille; 

a inclusão de uma foto no sistema é obrigatória; 

participantes com doenças infectocontagiosas poderão participar da reaplicação da prova.

Atendimento especializado

Novamente, por conta da pandemia de covid 19, inscritos que fazem parte do grupo de risco para a doença, como asmáticos, obesos ou doentes crônicos podem solicitar para fazer a prova em uma sala com o número reduzido de participantes para o Enem 2020

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, o Inep, reforça que apenas as pessoas que realmente precisam, solicitem o serviço.